Notícias

Previous Next

Docas do Rio registra alta de 42% na movimentação de contêineres

A Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ) registrou, no 1º semestre de 2018, um aumento de 42% na movimentação de carga conteinerizada (em TEUs), em relação ao mesmo período de 2017. De janeiro a junho de 2018, o Porto do Rio de Janeiro cresceu 10% e o Porto de Itaguaí 83% nessa natureza de carga, movimentando um total de 357.303 TEUs, sendo 151.721 no Porto do Rio de Janeiro e 205.582 no Porto de Itaguaí. Os dados foram analisados e divulgados pela gerência de inteligência de mercado e estatística da empresa.

Esse bom desempenho fez a arrendatária Sepetiba Tecon se posicionar em 5º lugar no ranking nacional dos principais terminais instalados em portos públicos que operam contêineres. Na cabotagem, a Sepetiba Tecon subiu três posições no ranking, passando a ocupar a terceira colocação, atrás apenas de Santos e Suape. Os referidos rankings são elaborados pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq).

A movimentação total de cargas da CDRJ foi de 29.130.683 toneladas no 1º semestre de 2018, o que representa um crescimento de 2,8% em relação ao mesmo período do ano passado, com destaque para o acréscimo de 28,8% da carga conteinerizada e o forte aumento de 29,8% na movimentação de granéis líquidos.

No que diz respeito aos granéis sólidos, os destaques são o ferro gusa e os produtos siderúrgicos que, na comparação do 1º semestre de 2018 com 2017, registraram um aumento de 5% cada. Em menor representatividade na movimentação total do Porto do Rio de Janeiro, também merece destaque o crescimento de 21% na movimentação de trigo nesse período de comparação.

A CDRJ ressaltou que o 1º semestre de 2018 é o melhor já registrado nos últimos três anos para as seguintes cargas: carvão metalúrgico, trigo, ferro gusa, produtos siderúrgicos, roll-on/roll-off e carga conteinerizada.

O Porto do Rio registrou um crescimento expressivo de 14,7% na movimentação total, em toneladas, do 1º semestre de 2018, em comparação ao mesmo período de 2017. Na carga conteinerizada, o destaque foi o aumento de 80% na importação de longo curso da arrendatária Libra. No caso da arrendatária Multiterminais, tanto a importação como a exportação de longo curso registraram aumento de 9% e 11%, respectivamente.

Já o Porto de Itaguaí teve um crescimento de 1,2% na movimentação total, com uma pequena redução de 1,7% na movimentação de granéis sólidos. Outro destaque foi o aumento de 62,8% na movimentação de carga conteinerizada (em toneladas).

Fonte: ASCOM CDRJ

ubm white new

   Conectando pessoas e o mercado global

 

UBM: uma das maiores empresas do mundo em mídia de negócios

Nos mais de 30 países onde realiza seus eventos, a UBM constrói relacionamentos duradouros com especialistas e players do mercado e gera oportunidades que alavancam e fomentam o desenvolvimento da indústria local em âmbito global. Ler Mais

 

Filiada à     

 ubrafe branco

Newsletter

entrada invalida
entrada invalida
entrada invalida
entrada invalida
Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida